Como o "progressismo" afeta à Igreja:

Blog
Typography

A Arquidiocese de Munique (Alemanha) sob o comando do Cardeal Marx (um reconhecido cardeal de posições liberais), com uma população de 1.759.896 católicos, recebeu apenas 1 seminarista em 2016. Uma evidente comprovação do efeito nocivo de tal liderança. (As consequências da esterilização da Fé católica se faz notar ao longo dos anos, afetando as vocações sacerdotais).
Vide matéria :
http://www.onepeterfive.com/cardinal-marx-seminary-received-one-new-seminarian-2016/

Por outro lado, a Diocese de Lincoln (EUA) sob o comando do bispo D.James Conley (com um perfil mais conservador), conta com apenas 96.000 católicos. Porém, recebeu 10 novos seminaristas em 2016! Uma diocese onde se preserva e incentiva o reto Ensino da Igreja, tem como "recompensa", não somente uma quantidade muito acima da média de seminaristas, como também um "ambiente" fértil que propicia futuras vocações e que, repercute no restante da diocese.
Vide matéria: 
http://www.catholicworldreport.com/Item/5012/a_thriving_midwestern_dioceses_secrets_to_success.aspx