A Rosa de Ouro dada pelo Papa Leão XIII à Princesa Isabel pela Abolição da Escravatura

Decretos & Bulas
Typography

O Papa Leão XIII, contemporâneo da Princesa Isabel, premiou-a com a Rosa de Ouro, por ela ter promulgado a abolição da escravatura; A lei Áurea. Está foi primeira homenagem de um Papa a uma brasileira, por tão grande feito.

A Rosa de Ouro é um objeto esplêndido, feito de ouro maciço, é abençoada todos os anos pelos papas, no quarto domingo da quaresma, e é depois, dada como símbolo permanente de reverência, estima a personalidades e ilustres cristãos que fizeram grandes feitos para a humanidade ou pela própria Igreja. A rosa de ouro reflete a majestade de Cristo, com uma simbologia muito apropriada porque os profetas O chamaram "a flor do campo e o lírio dos vales".

 

Para tal homenagem, o próprio Papa redigiu uma carta para a Princesa:

 

"Leão XIII, Papa

 

À muita amada em Cristo Filha Nossa, Saúde e Benção Apostólica.

 

As preclaras virtudes que adornam Tua pessoa e as brilhantes demonstrações de singular dedicação que Nos deste a Nós e a esta Sé Apostólica, pareceu-nos merecer sem dúvida um testemunho particular e insigne de Nosso Apreço e paternal afeto para contigo.

 

Para te apresentarmos porém esse testemunho, nenhuma oportunidade mais favorável podia dar-se, conforme entendemos, do que a atual. Com efeito, novo esplendor acaba de realçar ainda mais os Teus louvores por ocasião da Lei que aí foi recentemente decretada e por Tua Alteza Imperial sancionada, relativa àqueles que, achando-se nesse Império Brasileiro, sujeitos à condição servil, adquiriram em virtude da mesma lei a dignidade e os direitos de homens livres.

 

Assim, pois, muito amada em Cristo Filha Nossa, Nós te enviamos de mimo a Rosa de Ouro que, ao pé do altar, consagramos com a prece apostólica e os demais ritos sagrados, consoante a usança antiga de Nossos Predecessores.

 

Por esta razão investimos do caráter de Nosso Delegado apostólico ao amado Filho Francisco Spolverini, Nosso Prelado Doméstico e Protonotário Apostólico, que exerce as funções de Internúncio e de Enviado extraordinário Nosso e desta Santa Sé, junto ao muito amado em Cristo Filho Nosso Pedro II Imperador do Brasil, e na ausência dele junto à Tua Alteza Imperial, com o fim de levar-Te a referida Rosa e de exercer o honrosíssimo ministério de fazer-Te a tradição dela, observando as sagradas cerimônias do estilo.

 

Nesse mimo, porém, que Te ofertamos, é desejo Nosso que Tua Alteza Imperial não olhe para o preço do objeto e seu valor, mas atenda aos mais sagrados mistérios por ele significados. Assim é que nessa flor e no esplendor do ouro se manifesta Jesus Cristo e sua suprema Majestade. É Ele que se denomina a flor do campo e o lírio dos vales. Na fragrância da mesma flor se exibe um símbolo do bom odor de Cristo, que ao longe reascendem todos os que cuidadosamente imitam as suas virtudes.

 

Daí é impossível que o aspecto deste mimo não inflame cada vez mais o Teu zelo em respeitar a religião e em trilhar a vereda árdua, sim, mas esplêndida da virtude.

 

No entanto, implorando toda a sorte de prosperidades e venturas para Ti, e todo o Império Brasileiro, muito afetuosamente no Senhor outorgamos a Benção Apostólica a Ti, muito amada em Cristo Filha Nossa, e à Tua Imperial Família.

 

Dado em Roma, junto a São Pedro, sob o anel do Pescador, no dia 29 de maio do ano de 1888, IIº no Nosso Pontificado.

 

Algum tempo atrás também publicamos um texto com dezenas de documentos oficiais dos papas contra a Escravidão, que pode ser lido aqui: <http://www.apologistascatolicos.com.br/index.php/magisterio/documentos-eclesiasticos/decretos-bulas/506-documentos-oficiais-da-igreja-contra-a-escravidao>.

 

Depois disso, ainda temos que ouvir de analfabetos históricos que a Igreja era a favor da Escravidão, certamente a Igreja presentearia alguém, com a homenagem magna da Igreja a uma pessoa, porque esta pessoa fez algo contra o que a Igreja era a favor.

 

PARA CITAR


Apologistas Católicos. A Rosa de Ouro dada pelo Papa Leão XIII à Princesa Isabel pela Abolição da Escravatura. Disponível em: <http://apologistascatolicos.com/index.php/magisterio/documentos-eclesiasticos/decretos-bulas/868-a-rosa-de-ouro-dada-pelo-papa-leao-xiii-a-princesa-isabel-pela-abolicao-da-escravatura>. Desde: 30/03/2016.

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS