Metade da história é suficiente para a Salvação?

Protestantismo
Typography
Quantos lados há numa história? Se você responder dois, então está errado. Se eu tivesse um lado e você o outro, isto significaria dois lados. Entretanto, existe um terceiro lado: o lado da verdade.

Regra Número 1: Metade de uma verdade não faz uma verdade. Do mesmo modo, metade de uma história não faz uma história inteira. Nenhuma pessoa inteligente pode ouvir um lado de uma história e decidir qual lado tem a verdade. Ambos os lados têm que ser ouvidos, então analisados e uma decisão tem que ser tomada a respeito de qual lado (se algum deles) possui uma história válida e, depois disso, o lado (ou os lados) certo(s), ou o lado da verdade, pode ser determinado.

Este modo de pensar se aplica ao discernimento do que a Sagrada Escritura nos diz. Através de toda a Bíblia há duplos critérios, mas o pensamento dos Fundamentalistas mostra apenas um critério, ou um lado da história, ou somente metade da verdade. Seu modo de pensar viola a regra número 1. Contando somente com metade da verdade, você não pode ter a verdade. Qualquer coisa que não seja uma verdade por inteiro constitui erro.

Nos exemplos seguintes, o lado "A" é o primeiro lado; o lado "B", o segundo; e o lado "C", o verdadeiro, ou o lado da verdade.

Exemplo número 1: Sola Scriptura... Somente a Bíblia.

O pensamento dos Fundamentalistas é de que a Bíblia é suficiente e nada mais é necessário para a salvação. Primeiramente, para que se acredite na filosofia do "somente a Bíblia", você tem que mostrar que a Escritura assim o diz. Não é verdade? Mas a doutrina da "Sola Scriptura" não é encontrada na Escritura.
[A] A Tradição é condenada em muitas passagens da Sagrada Escritura, tais como Jó 22,15, Mt 15,6, Mc 7,3-13, Gl 1,14, Cl 2,8, 1Tm 1,4, Tt 1,14, e Pe 1,18. Leia esses versículos e capte o seu significado. Todos eles se dirigem a tradições humanas "vãs" e são altamente recomendáveis. Esta é uma metade da verdade.

[B] A Tradição é mais apoiada em passagens da Escritura do que condenada. Estude Is 59,21, Lc 1,2; 2,19.51, Lc 10,16, 2Ts 2,14-15 - "Ficai firmes e guardeis as tradições dos ensinamentos que de nós aprendestes...", 2Tm 1,13; 2,2, 1Pe 1,25, 1Jo 1,1; 2,24, 2Jo 1,12, Ap 12,17; 19,10. Estas Tradições são diferentes das mencionadas em [A]. São Tradições de DEUS, ou "Tradição Apostólica". Mais uma vez, esta é somente metade da verdade.

[C] A verdade é que, sim, nós condenamos a tradição vã dos homens, conforme mostrado em "A", e devemos manter a Tradição de DEUS, conforme mostrado em "B". Dessa forma, temos metade da verdade em [A] e a outra metade da verdade em [B]; combinadas, temos a verdade na plenitude. A falsa doutrina da Sola Scriptura adiciona A e B e coloca o total em A, rejeitando toda a tradição. A+B=C.

Exemplo número 2: Sola Fides... Salvo apenas pela fé.

O Fundamentalista acredita que ele tem sua salvação assegurada. Tudo o que tem que fazer é aceitar Jesus Cristo como seu Senhor e salvador pessoal e a salvação é automática e irrevogável, não importando o que ele faça pelo resto de sua vida. É mesmo? O que aconteceu com os Dez Mandamentos?

[A] Muitos versículos da Escritura atestam a salvação apenas pela fé. Joel 2,32, "...que todo aquele que chamar pelo nome do Senhor será salvo." Atos 2,21 diz o mesmo quase palavra por palavra, e também em Rm 10,13. "... Eu vivo na fé do Filho de DEUS..", é de Gl 2,20. Mais uma vez, estas são lindas palavras que todos deveriam levar em consideração.

[B] Entretanto, em outros lugares da Escritura encontramos um lado da história bastante diferente. Comece por Mt 7,21, "Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor, entrará no Reino dos céus, mas sim aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus." Está bem claro que você tem que fazer a vontade do Pai para obter a salvação. Gosto de 1Cor 10,12, "...Portanto, quem pensa estar de pé veja que não caia.." Este nos diz que não se pode ter garantia de salvação. Então Tiago 2,14-26 diz repetidamente, "...A fé também sem obras é morta... A fé sem obras é inútil... Então também a Fé sem obras é morta" Mais uma vez, palavras que todos deveriam escutar.

[C] Então, qual é a resposta para este dilema? Seria um daqueles "conflitos" bíblicos dos quais você sempre ouve falar? De jeito nenhum. A resposta é muito simples. Há dois tipos de salvação: "salvação objetiva" e "salvação subjetiva". Os versículos em [A] são exemplos de salvação objetiva. Jesus Cristo realmente pagou por todos os nossos pecados - passados, presentes e futuros. Ele fez Sua parte e a fez bem; mas Ele deixou o fardo para cada um de nós de completar o segundo lado da história pagando pelos nossos próprios pecados, fazendo a vontade do Pai. Nós temos que guardar os Mandamentos. Temos que praticar a "salvação subjetiva". Não há salvação ao se aceitar apenas parte da Escritura conforme mostrado em [A] e rejeitar ou tentar desacreditar os versículos em [B]. Mas é isso que os Protestantes estão fazendo. Novamente, temos que combinar "A" e "B" para obter a verdade em sua totalidade. A+B=C = VERDADE.

Exemplo número 3: Sola Gratia...

Salvo apenas pela Graça de DEUS. Esta é a crença de que todos são salvos somente pela Graça de DEUS. A teoria é de que todos serão salvos, não importando o que façam nesta vida. É dada a cada um de nós graça suficiente para a nossa salvação. Entretanto, esta graça pode ser rejeitada e perdida pelos indivíduos.

[A] Alguns vão tentar justificar esta falsa doutrina com Ef 2,8-10, "Porque é gratuitamente que fostes salvos mediante a fé. Itso não provém de vossos méritos, mas é puro dom de DEUS". Concordo que a graça é um "dom de DEUS".

[B] Os argumentos contra a Sola Gratia são basicamente os mesmos contra a Sola Fides. Leia Sola Fides [B].

[C] Ainda neste caso, há duas formas de graça: "merecida" e "não merecida". Nem todos irão receber graça salvadora se não a merecerem, conforme é mostrado em Mt 7,21, 1Cr 10,12, and Tg 2,14-26. Por que razão DEUS estenderia Suas graças àqueles que não guardam os Seus mandamentos? A verdade é: sim, você recebe graça salvadora de DEUS se você a merecer.

Exemplo número 4: Idolatria...

Este é outro argumento dirigido contra a Igreja Católica, já que ela tem estátuas de Jesus, Maria e outros santos.

[A] Êx 20,4, "Não farás para ti escultura, nem figura alguma do que está em cima nos céus, ou embaixo, sobre a terra , ou nas águas, debaixo da terra." É por causa deste versículo que você não vê estátuas em igrejas protestantes.

[B] Num 21,8-9, "E o Senhor disse a Moisés: 'Faze para ti uma serpente ardente e mete-a sobre um poste'...Moisés fez, pois, a serpente de bronze..." E como fica Êx 25,18-22? DEUS ordena a Moisés que faça duas imagens de anjos e que as prenda na tampa da Arca. DEUS ordena a humanos que façam estátuas.

[C] Este é mais um conflito? De jeito nenhum. Nos dois casos em [B], as estátuas foram usadas para um bom propósito. Em [A], o significado é para "ídolos", que têm propósitos malignos, tais como o bezerro de ouro ou a adoração de falsos deuses. Há muita diferença entre estátuas de anjos e estátuas de santos? Não, não neste caso pois ambos são habitantes do céu e são servos de DEUS. A resposta que detém a verdade é mais uma vez A+B=C.

Exemplo número 5: Oração Repetitiva...

Protestantes alegam que a oração repetitiva é proibida pela Escritura. Esta declaração é totalmente dirigida à oração Católica do Rosário...

[A]. Mt 6,7, "Mas quando orardes, não useis repetições "vãs", como fazem os pagãos; pois eles pensam que serão ouvidos à força das palavras." Em 1Rs 18,5-29 há uma referência a chamar o nome de Baal de manhã até a noite, sem que as "orações" sejam atendidas. Sim, isto é verdade. Repetições vãs dos pagãos são proibidas. Esses são os exemplos de repetição "vã".

[B] Novamente, há muito mais exemplos de oração repetitiva que é aceita pela Escritura, ao invés de rejeitada. Leia Mt 26,44 onde Jesus orou no jardim por três vezes e disse as mesmas palavras. E Lc 6,12? "...Ele retirou-se a uma montanha para rezar, e passou aí toda a noite orando a DEUS". Lc 21,36, "...orai, a fim de que vos torneis dignos de escapar a todos estes males que hão de acontecer." Como é que você pode "orar sempre" sem repetir orações? E há Is 6,3, e Ap 4,8, onde o Serafim: "...não cessavam de clamar dia e noite: "Santo, Santo, Santo é o Senhor DEUS Todo Poderoso, o que é, o que era e o que deve voltar." Este não é um exemplo cabal de oração repetitiva?

[C]. Neste exemplo os Protestantes aceitam "A" e ignoram "B", A+A=A. Sim, devemos ter cuidado com a "vã" repetição de orações, conforme os pagãos fazem. Cristãos certamente não são pagãos. Entretanto, "B" é um segundo tipo de oração repetitiva, ou "útil", conforme mostrado. A resposta correta é novamente A+B=C.

Exemplo número 6: Não Chameis a Nenhum Homem de Seu Pai...

Isto tem sido por muito tempo uma pedra de tropeço para os Protestantes sem razão nenhuma. Católicos chamam os sacerdotes de "Pai" (Padre). Esta é a razão do tropeço.

[A] Mt 23,9: "E a ninguém chameis de pai sobre a terra, porque um só é vosso Pai: aquele que está nos céus." Absolutamente correto novamente. Nós só temos um DEUS Pai que está no Céu.

[B] Êx 20,12: "Honra teu pai e tua mãe..." Em muitos outros versículos a palavra "pai" é dirigida às criaturas, aos Apóstolos e ao próprio Jesus Cristo. At 7,2 e 22,1, "Irmãos e pais...", Rm 9,10, "Isaac nosso pai..", Jo 6,49, "Vossos pais comeram o maná no deserto..."

[C] O que está acontecendo aqui? Qual é a tradução de Lc 14,26 usando o sentido estrito de Mt 23,9? "Se alguém vem a mim e não odeia (naquele tempo, significava amar menos) seu "pai", sua mãe... não pode ser meu discípulo." Usando a lógica em [A], teria que ser traduzido por "você tem que amar o Pai do céu menos do que a mim para ser meu discípulo". Eu não acho que Jesus queria dizer isso. A verdade é que Jesus estava se referindo a um único DEUS Pai no Céu em Mt 23,9 e não a  múltiplos. Um sacerdote é um "pai espiritual", assim como necessitamos de um "pai natural" (para que cada um de nós fosse concebido). Novamente A+B=C.

Exemplo número 7: Só Pode Haver Um Mediador entre DEUS e o homem...

Ninguém deveria jamais orar para outra pessoa, pois é contra a Bíblia. Esta é outra pedra de tropeço para os Protestantes por causa de Maria e dos Católicos rezando o Rosário.

[A] 1Tm 2:5, "Porque há um só DEUS e há um só mediador entre Deus e os homens: Jesus Cristo, homem..." Sim, certo novamente.

[B] Entretanto, a Bíblia é bem clara em indicar, novamente, mais versículos que "parecem" dizer o oposto. Leia agora 1Tm 2,1, "recomendo que se façam preces, orações, súplicas, ações de graças por todos os homens." Hb 13,18: "Orai por nós." Tg 5,16, "Orai uns pelos outros." Ap 5,8: "...que são as orações dos santos." Hummm, por que os santos têm que rezar? Eles já estão no céu. Por conseguinte, suas orações devem ser para outra pessoa que não está no céu.

[C] Em [A], vemos "Mediador", e em [B], vemos "Intercessor". Há uma diferença. Jesus Cristo medeia entre DEUS e o homem. Os santos e nossos companheiros dizem orações intercessórias uns pelos outros. Se alguém examinou as palavras da Ave Maria, a primeira parte consiste nas saudações de Gabriel e Isabel, em Lucas 1,28-42. A segunda parte é: "Santa Maria, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte, Amém." Qual a diferença entre Hb 13,18, "Rogai por nós", e Ap 5,8, "...que são as orações dos santos", e pedir a Maria que ore por nós na Ave Maria? Nós só temos um mediador, mas podemos ter muitos intercessores. A resposta é novamente A+B=C.

Conclusão

Espero que este pequeno exercício tenha lhe ajudado a entender porque há tantos conflitos "aparentes" na Sagrada Escritura, com alguns versículos parecendo contradizer outros. Na verdade, eles não são contraditórios quando você percebe que há três lados para cada história. Quando a verdade inteira é conhecida, então não há necessidade de tentar explicar nenhum dos versículos da Escritura. A Bíblia é harmoniosa do início ao fim. Nada pode ser acrescentado, nada pode ser removido. Tudo se encaixa perfeitamente!

Traduzido para o Veritatis Splendor por Rondinelly Ribeiro Rosa.

***

STANLEY, Bob. Apostolado Veritatis Splendor: Metade da história é suficiente para a Salvação?. Disponível em http://www.veritatis.com.br/apologetica/120-protestantismo/1275-metade-da-historia-e-suficiente-para-a-salvacao, desde 06 de outubro de 2008; tradução: Rondinelly Ribeiro Rosa.
BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS