Refutando a Teoria dos 24 livros de IV Esdras (Apocalipse de Esdras)

Deuterocanônicos
Typography

Nós todos já ouvimos falar do Livro de Esdras, mas poucos estão familiarizados com o livro de IV Esdras. Não procure na sua Bíblia, porque ele não estará lá. IV Esdras é um documento apócrifo, cujo autor e origem são desconhecidas. O melhor palpite é que ele provavelmente foi escrito em algum lugar do Oriente durante a última década do primeiro século da era cristã por um cristão. Embora nunca fizesse parte da Septuaginta, ele estava presente na Vulgata Latina. A passagem que diz respeito ao nosso opositor é IV Esdras 14, 39-48, que diz:

Então eu abri a minha boca, e observei, que um copo cheio foi oferecido a mim; ele estava cheio de algo parecido com água, mas sua cor era como fogo. E eu peguei e bebi; e depois de beber, meu coração transbordou de entendimento e a sabedoria aumentou em meu peito, pois o meu espírito manteve a sua memória, e minha boca estava aberta, e não mais fechada. E o Altíssimo deu entendimento para os cinco homens, e por turnos, eles escreveram o que foi ditado, em caracteres que não eles compreendiam. Sentaram-se 40 dias, e escreveram durante o dia, e comiam o pão à noite. Quanto a mim, eu falei durante o dia e não estava em silêncio à noite. Assim, durante os quarenta dias, noventa e quatro livros foram escritos. E quando os quarenta dias terminaram, o Altíssimo falou comigo, dizendo: ‘tornar público os vinte e quatro livros que você escreveu primeiro e deixai que o digno e o indigno os leiam; mas mantenha os setenta, que foram escritos por último, a fim dar-lhes aos sábios entre seu povo. Pois neles está a primavera do entendimento, a fonte da sabedoria, e o rio do conhecimento.’ E assim eu fiz.”(Apocalipse Esdras 14, 43-48)

Objeção

Aqui temos uma afirmação de que um ministro designado por Deus, Esdras, foi encarregado de fixar o cânon das Escrituras em 24 livros. Portanto, o menor cânon foi fechado antes de Cristo.

 

Resposta: Será que IV Esdras afirmar o cânon protestante? Certamente, é um dos primeiros, se não o mais velho escrito ao qual ligam o número 24 com os livros do Antigo Testamento. Este conto obscuro não fornece nenhuma afirmação clara do cânon protestante, como o nosso opositor espera. De acordo com IV Esdras afirma Deus inspirou para escrever Esdras 94 livros! É apenas quando os livros 94 são divididos em dois grupos, que o número 24 é exibido. Se esta passagem ensina alguma coisa, seria que Deus inspirou 94 livros, dos quais apenas 24 foram tornados públicos. Então esse argumento é, evidentemente, absurdo.

Como um testemunho histórico, IV Esdras é praticamente inútil. É uma história apócrifa escritas centenas de anos depois de Esdras. Se este evento realmente ocorreu, ele teria encontrado espaço em alguma escrita judaica e debates sobre a autoridade dos “livros disputados” não teria ocorrido. Como relata Breen, as atividades de Esdras encontradas neste livro “são mais ou menos imbuídas com fábulas rabínicas. Mas, talvez, pode haver alguma verdade ligeira nestas que foram distorcidas pelos caprichos dos rabinos, ainda é difícil vislumbrar isso na massa composta.[1]Nenhum estudioso hoje (judeu, católico ou protestante) sustenta IV Esdras como uma fonte historicamente confiável.

© 2004 por Gary Michuta. Todos os direitos reservados. Este material possui direitos autorais. Nenhuma cópia, distribuição ou reprodução (eletrônico ou não) é permitida sem a autorização expressa do proprietário dos direitos autorais.

 

[1] Breen, 251

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS